Lira estabelece cronograma para reforma tributária e espera votar textos em julho

Presidente da Câmara estabeleceu que os grupos de trabalho têm até 3 de julho para apresentar os pareceres finais, prontos para serem levados ao plenário.

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), definiu o
cronograma para a votação dos dois projetos de regulamentação da reforma
tributária que tramitam na Casa. Segundo o Metrópoles, Lira estabeleceu que os
grupos de trabalho (GTs) criados por ele têm até o dia 3 de julho para apresentar
os pareceres finais, prontos para serem levados ao plenário.
A intenção do presidente da Câmara é que os dois textos sejam votados no dia 11
de julho, uma semana antes do início do recesso do Congresso, que começa em
18 de julho. Caso as propostas necessitem de ajustes, Lira planeja utilizar a
última semana antes do recesso como um "plano B", com a votação dos
pareceres acontecendo no máximo até 17 de julho.
“Para conseguir acelerar as discussões no plenário e garantir que as propostas
avancem, Lira vai suspender todas as comissões temáticas da Câmara, assim
como fez na semana em que votou a emenda constitucional da reforma tributária
no ano passado”, destaca a reportagem.
Desde o início do semestre, Lira tem destacado seu plano de votar os textos
antes do recesso de julho. Há dois motivos principais para essa urgência. O
primeiro é que, no segundo semestre, a Câmara ficará esvaziada devido às
eleições municipais. O segundo motivo são as negociações para a sucessão da
presidência da Casa, cuja eleição está marcada para fevereiro de 2025, mas cujas
articulações começam bem antes.
O Palácio do Planalto pretende aprovar a regulamentação da reforma tributária na
Câmara ainda no primeiro semestre e no Senado no segundo semestre, evitando
que o tema se prolongue até 2025, quando haverá uma nova composição das
presidências das duas Casas.

Fonte: Brasil247

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *